AMO!, Eu por eu mesma

(re)descobrindo

Consegui uma façanha incrível. Fiz 20 anos entrarem em um quartinho dois por dois. Foi difícil, mas nada que um empurra aqui, aperta ali não resolvesse.
Sinto como se tivesse voltado para a convivência com humanos. Retornei de um exílio solitário. Os objetos mudam de lugar. As louças ficam sujas. É fantástico saber que não sou o único ser que vive no apartamento 102.
O chuveiro não é tão quentinho. Aprendi a tomar banho morno. Não morri por isso.
O espaço é menor. Aprendi a administrar o quarto compacto. Não morri por isso.
O ar condicionado não me pertence mais. Aprendi a me esquentar sem ele. E vejam só: não morri por isso.
E assim a vida segue. Feliz de ter com quem contar. Nesse momento me sinto um pouquinho mais dona do meu nariz. Mesmo sem muita explicação. Porém, cheia de convicção.

Anúncios
Coisas que me incomodam, Eu por eu mesma, Just me, Observações

Querendo saudade

Até que ponto o amor se salva em uma relação? O amor-próprio ajuda ou atrapalha? Onde entra o orgulho? Até onde a gente deve se permitir?
Cheia de dúvidas e sentimentos contraditórios. Com medo de agir e me arrepender depois. Com medo de esperar e terminar frustrada.
Nada como uma semana longe. Que o tempo indique o caminho. E acalme o meu coração que tá cansado…

Jornalismo, Just me, Mundo jornalístico, Observações, Record

10 hrs e 44 min

Tempo exato que estou na TV. Dobrei para meu colega hoje.
Geralmente quando fico tantas horas no trabalho o sono bate. O mau-humor também. Sem falar na dor. Costas, braços, pernas. Agonias corporais coordenadas.
Mas hoje o tempo passou. As coisas foram acontecendo e quando eu vi o pessoal da manhã já estava chegando.
A maratona alimentar foi longa. Começou com pizza. Foi para balas. Chocolate. Chocolate quente. Baguete de frango. Pipoca. Bolacha de maizena. Trident. Fanta laranja. Não necessariamente nessa ordem. Porém, tudo isso, sim senhores.
A companhia chegava e ia embora…
E eu permanecia…
Sem sono…
Sem novidades…
Só faltam mais 69 minutos.
Agora 68.

AMO!

Enlouquecida!

Acordei às seis e meia da manhã/ madrugada. Nunca foi tão fácil pular da cama. Corri para o chuveiro e cantei Wonderwall com um ânimo jamais visto. ATÉ AGORA! Afinal, hoje de noite vai ser com ainda mais empolgação. Louca para que a tarde passe voando. Louca para chegar no Gigantinho. Louca para começar uma noite que promete ser perfeita! É hoje, povo! OASIS!
Durante os últimos dias assisti vídeos no YouTube dos shows já realizados no Brasil. Uma emoção só. E adivinha a mais maravilhosa-linda-esperada-pedida-sonhada??? Don’t Look Back in Anger!!! Sim, a MINHA música!
O negócio é esperar! E falta pouco… 11 horas e 2 minutos.
ANSIOSA!