Família, fotos

Para a minha Pretinha

Lembro de estar brincando enquanto o pai e a mãe tomavam chimarrão e assistiam o jornal das 7. Não acreditando, o pai falou:

-Vamos ter um cachorro!

A ideia sempre foi vetado por inúmeros motivos, como a mãe reforçava, “quem vai limpar o cocô, passear e cuidar?”, mas dessa vez era verdade. Depois de um tempo, vinha a Preta para colorir a nossa vida. Um labrador tão pequenino que já nos primeiros dias deixou uma enorme bagunça, mas daquelas que fazem bem ao coração. A pequena bolinha já não cabia em meus braços, e agora, era mais fácil montar como se fosse um cavalo.

Não existe nada mais encantador do que crescer junto com uma grande companheira, e como era. Ainda não entendo como brincávamos de esconde-esconde. Estava do meu lado quando eu precisava abraçar alguém ou ficar tagarelando. Agora eu estou aqui, longe de casa, em pedaços e é difícil de acreditar. Eu nunca consegui assistir Marley e Eu ou Sempre ao Seu Lado sem deixar uma poça de lágrimas. Na verdade, era inconfortante demais saber que um dia a Pretinha não estaria mais lá depois do filme para eu apertar e agradecer por estar comigo. Ontem mesmo eu retomei um velho costume religioso esquecido. Como minha mãe me ensinou, agradecer e no fim, “papai do céu, proteja a nossa família, amém”. Eu agradeço do fundo do meu coração pela companheira mais incrível que já tive, meu xuxu.

Where you lead

I will follow

Anywhere that you tell me to

If you need, you need to be with you

I will follow

Where you lead

Anúncios

1 thought on “Para a minha Pretinha”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s