Eu por eu mesma

Equacionando

Tudo começa com saudade.
Termina do mesmo jeito.
Nem que seja para dizer o que não se sente.
Mas tudo se resume assim. Com poucas palavras. Que soam tolas. Soam distantes. Ao mesmo tempo tão fortes.
As referências mudam. Tudo se confunde.
Como a gente diz aqui, quando se está longe de casa as emoções são multiplicadas… cinco, seis vezes. E o que acontece quando trata-se de alguém ao cubo? A matemática complica e o único resultado explicável aperta no coração.
Aperta.
Aperta.
Dói.

* De acordo com o site Wikipédia: As equações normalmente propõem um problema sobre sua validade. Grosseiramente falando, uma equação é composta por incógnitas e coeficientes. Os coeficientes são entidades matemáticas conhecidas. Resolver a equação, ou seja, o problema por ela proposto, consiste em determinar quais são os elementos de um determinado conjunto: (o das possíveis soluções) que tornam a equação verdadeira.

Minha equação anda cheia de incógnitas…

Anúncios

Um comentário em “Equacionando”

  1. Ananda,
    Senti um nó na garganta lendo os teus posts…A saudade deve doer, mas as experiências de vida são tão intensas e especialmente únicas que devem ser colocadas em uma balança…
    Quando o peito doer e a voz embargar, lembra que tem um monte de gente que, por aqui, admira muito a tua maneira de ser e ver o mundo e torce incondicionalmente pelo teu sucesso. E eu sou uma delas…rsrsrs
    Um grande beijo e aproveite ao máximo essa oportunidade.
    Roberta Gerhard Döring
    (Beta)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s